• Home »
  • Creche »
  • Porque as crianças adoecem quando vão para a creche? Mito ou Verdade?

Porque as crianças adoecem quando vão para a creche? Mito ou Verdade?

Por Victor Oliveira

Nós da Creche do Papai estamos sempre pensando no bem estar das nossas crianças e isso inclui informar bem você papai e mamãe sobre assuntos de seu interesse.

Vamos abordar o assunto: “Porque as crianças adoecem quando vão para a creche” Baseando-se na experiência que temos de mais de 3 anos no cuidado infantil e também vamos expor a opinião de um médico especialista. Então vamos lá!

Falando como creche, sim! As crianças adoecem mais quando frequentam a creche… mas nem todas!
Isso acontece com crianças que tem pouco contato com muitas pessoas, então quando começam a frequentar locais com maior aglomeração de pessoas/crianças, como por exemplo as creches, escolas ou outros locais que tenham crianças e adultos, acabam por ter os primeiros contatos com aos agentes que causam as doenças. Como tudo isso é novo para a criança, ela acaba adoecendo.

E Tem Como Evitar isso?

Na verdade não tem! Esses primeiros contatos são necessários. Funciona como uma vacina.

Sabe como as vacinas funcionam?

Uma vacina nada mais é do que um certo vírus atenuado (enfraquecido) que é injetado no nosso corpo para que o nosso sistema imunológico crie anticorpos para combater aquele vírus. Como o vírus está enfraquecido fica mole para o nosso sistema imunológico o combater e criar uma memória(resistência) à aquele vírus. É como bater um pênalti contra um coleiro bêbado… gol na certa!

O sistema imunológico da criança até os 2 anos está em formação, quando ela frequenta uma creche essa defesa é estimulada mais cedo. Isso é Bom! Porque ela vai fortalecer o sistema imunológico e tornando-se mais resistente as afecções o quanto antes, mas isso não significa que as doenças não virão.

E por outro lado, proteger demais o bebê não é garantia de que ele será mais saudável. Há pais e mães que mantém o seu bebê sempre em casa sem contato com outras crianças e adultos para evitar que ele fique doente, essa atitude na verdade apenas retardará o “tempo das doenças”, pois vai chegar o dia que será inevitável o contato com outras crianças com a ida para escola por exemplo.

Essa é a nossa opinião,

Agora Leia a opinião do Médico Pediatra do Hospital Samaritano de São Paulo Dr° Gerson Matsas.

“É inexorável que uma criança que frequente qualquer creche, escola, ou tenha contato com crianças e adultos fora de casa tenha acesso a mais vírus e bactérias do que as que só ficam no ambiente residencial. Porém, proteger o bebê a sete chaves não é garantia de que ele será mais saudável. A doença faz parte do desenvolvimento do sistema imunológico e quando a criança vive num ambiente com muita assepsia e limpeza constante, ela tem mais chances de desenvolver processos alérgicos quando ficam grandes.” Justifica o especialista.

E continua explicando: “A idade mais indicada para a criança entrar na creche é a partir de 1 ano, quando já há maior desenvoltura na imunidade. Mas seja aos 4 meses, quando entrar na creche, com 1 ou 2 anos, na escola, as doenças vão aparecer”, alerta Gerson.

A opinião do Doutor Gerson é muito importante para acalmar pais e mães que pensam  que sua criança não está sendo bem cuidada quando adoecem depois que passam a frequentar creches. Claro, que é preciso atentar-se para as condições de higiene de cada estabelecimento.

Nós da Creche do Papai temos muita preocupação com a limpeza e assepsia. Nosso ambiente é Limpo, temos dispenses de álcool em gel para assepsia das mãos em pontos principais e Orientamos nossas monitoras frequentemente quanto a higiene, principalmente no preparo dos alimentos e mamadeiras. O que ainda assim não é garantia de proteção total. As crianças brincam, se abraçam, colocam a mão na boca do outro… não tem jeito, são crianças.

Lembramos também que não ficamos com crianças doentes na creche. Ao primeiro sinal de que algo não está bem, contatamos os pais para buscar a criança e levá-la ao serviço médico para investigação. Criança doente fica com a imunidade baixa podendo ter complicações a ainda pode contaminar outras crianças. Por esse motivo, aconselhamos os pais a pensarem em um “plano B” no caso da sua criança adoecer.

“Quando doente a imunidade fica reduzida, focada em combater aquela infecção. Ou seja, a criança está suscetível a piorar ou pegar outras doenças“, reforça o Dr° Gerson.

Doenças mais comuns em crianças que ficam em creches

Entre as doenças mais comuns que acontecem com as crianças em creche e escolas são as gripes, viroses, febre, resfriados e tosses infecções gastrointestinais  com vômitos e diarreias.

“As mães ficam horrorizadas, mas é aceitável que a criança tenha até 12 infecções por ano até os 2 ou 3 anos, em quadros menos graves como gripes e febres. Diferente dos casos de pneumonia e otite de repetição, que deve ter acompanhamento médico contínuo”, finaliza Gerson.

Além dessas, ainda tem o crescimento dos dentinhos que também podem causar febre, diarreia e carossinhos pelo corpo que os deixam bem enjoadinhos.

Obrigado por ler até aqui!

E se você ainda não nos conhece, ligue e agende uma visita e conheça nossas instalações 61 3339 1644.

Compartilhe, ajude outros pais com essa informação.

Deixe seu comentário aqui abaixo, sua opinião é importante!